Cyberbullying - Como identificar e resolver problemas

O cyberbullying carateriza-se por um conjunto de ofensas à honra e/ou integridade da vítima com recurso às tecnologias de comunicação. Os casos de bullying virtual são cada vez mais frequentes, uma vez que este ambiente permite ao agressor agir anonimamente. No entanto, as consequências deixadas por um ataque de cyberbullying podem ser tão ou mais graves quando comparadas com um ataque de bullying mais comum.



COMO IDENTIFICAR SE UM JOVEM ESTÁ ENVOLVIDO NUM CASO DE CYBERBULLYING?

PODERÁ SER UMA VÍTIMA SE…

1) Parar de utilizar o computador de repente;
2) Parecer nervoso, desconfiado ou triste, quando lê e-mails, chats e SMS;
3) Parecer irritado, deprimido ou frustrado, quando abandona o computador;
4) Refugiar-se em doenças para permanecer ausente;
5) Não quer ir para a escola ou conviver com outras pessoas;
6) Evitar conversas sobre o que faz no computador.

PODERÁ SER UM AGRESSOR SE…

1) Desligar rapidamente as janelas do computador ou ecrã, quando se aproxima;
2) Passar muito tempo no computador acompanhado de amigos, rindo-se excessivamente e nunca explicando o que está a fazer;
3) Evitar conversas sobre o que faz no computador;
4) Utilizar várias contas e endereços online;
5) Tiver alguma espécie de conflito com colega ou professor que ficou por resolver.

DICAS PARA RESOLVER O PROBLEMA:

1) Ignore o ofensor – Não tente dar resposta, só vai agravar a situação. Nunca se esqueça que quem está a conduzir este ataque quer obter reações negativas. Contrarie este objetivo, permaneça neutro e se necessário bloqueie e elimine o utilizador.
2) Guarde todos os registos – A melhor forma para provar que os ataques aconteceram, é guardar registos dos mesmos. Registe também as datas e horas em que ocorreram os ataques, podem vir a revelar-se importantes.
3) Denuncie imediatamente – Contacte os responsáveis pelo serviço onde ocorreram as práticas de cyberbullying. Estes responsáveis têm o dever de atuar, agindo em defesa da vítima.
4) Recorra a um processo judicial – Caso verifique que o comportamento permanece e/ou se alastra, deverá recorrer a um processo-crime. Informe as autoridades, estas saberão dar resposta à especificidade do seu caso.
5) Nunca seja condescendente – Sempre que identificar um caso de bullying ou cyberbullying, denuncie-o. Não se associe a grupos que promovem este tipo de comportamento.

(in InternetSegura.pt)

Deixe os seus comentários

Publicar comentário como convidado

0
termos e condições.

Comentários

  • Nenhum comentário encontado